Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99820-0742
Set

Em MS, 362 participam de ação contra pesca predatória e tráfico de papagaios

08 outubro 2019 - 18h00Por Campo Grande News

A partir das 9h desta quarta-feira (9) tem início a Operação Padroeira do Brasil em que 362 policiais militares ambientais devem atuar em fiscalizações intensas para evitar a pesca predatória e o tráfico de papagaios em Mato Grosso do Sul. Estas ações fazem parte da Operação Pré-Piracema que teve início dia 1º de outubro.

 

Conforme as informações divulgadas pela assessoria de imprensa da PMA, durante este período pré-piracema vários cardumes já estão formados. Isto atrai muitos turistas e pescadores interessados na facilidade de captura do pescado. Por esse motivo, haverá reforço nas equipes até o dia 5 de novembro.

O reforço será ainda maior nestes dias de feriado prolongado com participação dos policiais que costuma trabalhar no setor administrativo.

2018 - Na operação realizada no mesmo período do ano passado, três pessoas foram presas em flagrante por pesca predatória e outros 10 infratores autuados. Também foram apreendidos 48 quilos de pescado e aplicadas multas de R$ 53 mil.

Com relação aos outros crimes e infrações ambientais foram cinco pessoas autuadas por desmatamento, uma por maus-tratos a um cachorro e uma por construção em área protegida por degradação de preservação permanente.

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Queda da economia este ano pode superar 5%, diz Campos Neto
Diego Costa pode ser preso por fraude fiscal na Espanha, dizem procuradores
Preso por matar 2 será indiciado por homicídio qualificado, feminicídio e resistência
TJMS nega habeas corpus a réu da Omertà investigado por morte de estudante
Polícia investiga morte de bebê de seis meses após queda em cidade de MS
Caixa fala sobre a operação de pagamento do auxílio emergencial
Jovens cientistas terão R$ 2,3 milhões para pesquisas
Novo Plano Decenal de Energia trará ajustes por causa da pandemia
Covid-19: Doria anuncia plano de retomada da economia
Contas públicas têm resultado negativo de R$ 94,3 bilhões em abril