Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Tóquio-2020 pode ser cancelado se pandemia não for controlada, diz organização

28 abril 2020 - 10h15Por MidiaMax

Os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados para 2021, serão cancelados se a pandemia do novo coronavírus não for controlada no mundo, disse o presidente do Comitê Organizador, Yoshiro Mori, em uma entrevista ao jornal japonês Nikkan Sports nesta terça-feira. O dirigente explicou que a Olimpíada não pode ser adiada novamente.

Na última quinta-feira, o presidente do Comitê Organizador já havia enfatizado que “pensando nos atletas e nos problemas que isso colocaria para a organização, é tecnicamente difícil adiá-lo dois anos”. A pandemia forçou um primeiro adiamento dos Jogos Olímpicos, quando a data de abertura foi remarcada para o dia 23 de julho de 2021.

Yoshiro Mori disse que a batalha contra o coronavírus é uma “luta contra um inimigo invisível” e lembrou que, até hoje, o evento esportivo só foi cancelado devido à guerra. “Se a pandemia for controlada com sucesso, organizaremos as Olimpíadas em paz no próximo ano”, disse o dirigente. “A humanidade aposta nisso”.

Os organizadores e o governo japonês insistem que a Olimpíada pode ser uma oportunidade para mostrar o triunfo do mundo sobre o novo coronavírus, mas há quem pense que o atraso de um ano não é suficiente. Será “extremamente difícil” sediar os Jogos no próximo ano se uma vacina não for descoberta, alertou o presidente da Associação Médica do Japão, Yoshitake Yokokura.

Na semana passada, um médico especialista japonês, que criticou a resposta do país ao coronavírus, disse estar “muito pessimista” com a possibilidade de que a Olimpíada possa ser realizada em 2021. Por enquanto, o Japão já registrou pouco mais de 13 mil casos de pessoas contaminadas com a covid-19 e cerca de 400 mortos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital