Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Interpol: Irã emite mandado de prisão contra Trump, por morte de general em Bagdá

29 junho 2020 - 15h30Por Midia Max

O Irã emitiu um mandado de prisão e pediu que a Interpol ajudasse a prender o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e dezenas de autoridades americanos, a quem Teerã acusa de ter conduzido um ataque de drone que matou um general do alto escalão, em Bagdá. As informações são da rede de notícias Aljazeera.

O procurador do governo iraniano, Ali Alqasimehr, disse, nesta segunda-feira (29), que Trump e outras 30 autoridades estão por trás do ataque que matou Qassem Soleimani. Eles são acusados de “assassinato e terrorismo”, de acordo com a agência de notícias Isna. O procurador não esclareceu quem são os outros envolvidos, mas ressaltou que buscará a prisão de Trump, mesmo que seu mandado se encerre neste ano.

A interpol, sediada em Lyon, na França, ainda não comentou o assunto. Alqasimehr também pediu para que a polícia internacional marque Trump com um “alerta vermelho”. A notificação não pode forçar países a prenderem ou extraditarem suspeitos, mas pode limitar as viagens de certas autoridades.

É pouco provável que a Interpol atenda ao pedido do Irã, uma vez que suas diretrizes para alertas proíbem a adoção de “qualquer intervenção ou atividade de natureza política”.

O ataque conduzido pelos EUA, que matou o general Soleimani e outros, em janeiro, aconteceu perto do aeroporto internacional de Bagdá, no Iraque. O assassinato veio na esteira meses de tensão entre Irã e EUA e resultou numa retaliação por parte de Teerã, que atacou tropas americanas com um míssil balístico no Iraque. (Com agências internacionais)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença