Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Trem que liga fronteira do Brasil com a Bolívia ganha novo visual

09 setembro 2016 - 16h51

A Ferroviária Oriental (FO), responsável por manter o transporte férreo de cargas e passageiros na fronteira entre Brasil e Bolívia, desde a cidade de Puerto Quijarro, até Santa Cruz de La Sierra, apresentou no início desta semana, as novas melhorias e o novo visual do Ferrobús.

Com mais segurança, conforto e qualidade, o Ferrobús, traz em seu interior, importantes melhorias, como os novos assentos, ampliações nos seus banheiros, assim, como reforça também os aspectos de segurança e operação da ferrovia que liga as cidades da região de fronteira, com a Capital Cruceña.

Além disso, os dois vagões, como é composto o ferrobús, apresenta um novo visual, fazendo uma homenagem à cidade de Santa Cruz, com suas cores, verde e branco, que completa mais um aniversário no dia 24 de setembro.

Conforme a empresa, as cores escolhidas, como o verde, remete as tradições da cidade, representando, assim, as planícies orientais, onde com a mescla das demais cores, faz alusão a uma dança cultural, que é tradicional de Santa Cruz.

Ao todo, o trabalho teve a contribuição de 20 pessoas, com  custo de 200 mil dólares. “Com esse trabalho, queremos melhorar ainda mais as condições de viagens para nossos passageiros, que também são informados para conhecer os atrativos da Chuiquitania e o Pantanal Boliviano”, falou o chefe da unidade de passageiros da Ferroviária Oriental Gustavo Pinto.   

“Chiquitos …Otro Mundo”

A Ferroviária Oriental desenvolve um pacote turístico denominado “Chiquitos …Otro Mundo”, que convida turistas, em sua maioria brasileiros, a conhecer as Mansões Jesuítas da cidade de San José e Santiago de Chiquitos, o Santuário Mariano, feito de telhado de pedra e madeira de Chochis, bem como também a região de Águas Callientes e balneários naturais desta localização.  

Horários

O Ferrobús, que também oferece vagões climatizados, leitos cama, TV e serviço a bordo, sai três vezes na semana, sendo as segundas, quartas e sextas-feiras.

O horário de saída, segundo a empresa, é às 18h, com previsão de desembarque em Santa Cruz, às 07h.

O custo da passagem sai 235 bolivianos, ou seja, em torno de R$ 110,84. O valor varia conforme o câmbio e as vendas acontecem na cidade de Quijarro. (Com informações El Deber)

 

 

Fonte: Leonardo Cabral 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pelo segundo ano, Amazônia será tema de Bolsonaro em discurso na ONU
Senado: sessão semipresencial sabatina e aprova novos embaixadores
Poluição causada por ônibus cai mais de 50% durante a pandemia em SP
Vila Nova derrota Imperatriz pela Série C do Campeonato Brasileiro
Covid-19: Inglaterra fechará bares e restaurantes às 22h
Polícia cumpre mandados de prisão contra suspeitos de tráfico no Rio
Fed explicará ao Congresso dos EUA ações contra a pandemia
Pesquisa diz que rio Tietê tem 150 km de água imprópria para uso
Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
Caixa paga auxílio residual para beneficiários do Bolsa Família