Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99820-0742
Set

Procon flagra ofertas "pague menos" em farmácia que cobrava mais por produtos

05 dezembro 2019 - 12h00Por Campo Grande News

Farmácia localizada na Rua da Divisão, no Jardim Parati, em Campo Grande, foi autuada pelo Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor) por divergências nos preços anunciados nas prateleiras e cobrados no caixa, além de promoções enganosas e produtos com prazo de validade vencido.

Segundo o Procon, placa promocional de um kit de produtos para proteção solar e limpeza de pele dizia "Compre 1 Neostrata Minesol Oil Control Serum -por R$ 83,98- e ganhe 1 Neostrata Oil Control Intensive Cleanser". Mas, na gôndola, o protetor solar tinha valor individual de R$ 79,99. Pelo gel de limpeza, estava sendo cobrado, portanto, R$ 3,99.

Outro kit, de protetor solar e sabonete, era oferecido por R$ 79,99, mas se comprado individualmente o primeiro produto, ele sairia por R$ 68,49, o que significa que o segundo não era gratuito. Além disso, o sistema do caixa cobrava R$ 78,73 pelo protetor.

Um kit de aparelhos de barbear descartáveis, que apresentava na embalagem a oferta "4 aparelhos de barbear + grátis 1 aparelho Vênus", custou no caixa R$ 34,99, enquanto uma embalagem de 4 aparelhos descartáveis do mesmo tipo custava apenas R$ 25,99. Deste modo, segundo o Procon, o aparelho Vênus não foi item gratuito e teve o custo de R$ 9.

Houve caso de produto anunciado por R$ 23,99 que custou no caixa R$ 48,65. A equipe encontrou ainda à venda de artigos para alimentação infantil com prazo de validade expirado, que foram descartados no local.

A farmácia tem prazo para corrigir as irregularidades e pode ser multada em caso de reincidência.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Militar de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto no bairro Aeroporto
Planos de saúde vão cobrir exames para detecção do novo coronavírus
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Homem envia fotos nuas da ex-mulher em aplicativo e acaba preso em Anaurilândia
Cloroquina 'some' das farmácias e preço vai às alturas; pacientes com lúpus são prejudicados
Comerciante é executado a tiros enquanto aguardava em semáforo na fronteira
Com mais de mil casos em 24h, MS tem 34,5 mil infectados e 570 mortes por coronavírus
Concurso público com salários de até R$ 3,1 mil prorroga prazo de inscrições
Paranaíba: donos de veículos apreendidos pela polícia têm prazo de 30 dias para evitar leilão
Campo Grande é 5ª cidade mais infiel na pandemia, diz aplicativo