Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

PEC de Reinaldo pegou até conselheiros da Ageprev de surpresa

02 dezembro 2019 - 11h30Por MidiaMax

Em ata registrada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (2), conselheiros estaduais da previdência em Mato Grosso do Sul, foram pegos de “surpresa”, com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), apresentada na ALMS (Assembleia Legislativa) na semana passada, alterando a previdência dos servidores

Na 9º reunião realizada no dia 28 de novembro, foi registrado que o Conselho Estadual de Previdência, como órgão fiscalizador da Ageprev (Agência de Previdência Social do Estado) e representante do servidor público estadual, ‘não vem sendo consultado e nem chamado para as discussões que envolvem a previdência’. A reunião teve a presença de oito conselheiros.

Segundo a ata, a Conselheira e especialista em previdência, Dalva Regina de Araújo, disse na reunião que a ação do governo estadual ao apresentar a PEC era previsível, porém, achou que o governador aguardaria a tramitação da PEC Paralela 133/2019, que ainda não foi votada no Senado Federal e inclui estados e municípios na Reforma da Previdência, de uma forma geral. 

Ainda conforme a conselheira, o Governo de Mato Grosso do Sul não foi o único a apresentar a PEC, como outros estados também aderiram a esta antecipação de reforma previdenciária. Quem lavra a ata é a secretária Executiva, Celi Teresinha Moreira Leal.

Além da ata da reunião realizada em novembro, foi publicada a 8º reunião, no dia 31 de outubro, onde Dalva Regina comentou sobre a Reforma da Previdência. Isso comprova que a Ageprev não foi mesmo consultada, antes do governo apresentar a PEC na ALMS. 

Na ata de outubro, a especialista em previdência se pronunciou aos conselheiros presentes sobre a PEC Paralela e Reforma da Previdência. De acordo com a ata, as alterações promovidas pela Proposta ainda não atingirão os servidores dos Estados, Distrito federal e Municípios até que seja apreciada a PEC Paralela, disse ela quando a reunião foi realizada. 

Ainda sobre a Reforma da Previdência, a Conselheira discorreu a respeito da regra geral para aposentadoria por idade após implementação da PEC, das regras para a aposentadoria por invalidez, aposentadoria compulsória, e regras de transição para os servidores públicos e para os professores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital