Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Nova liminar do TRF3 mantém decisão anterior e obriga indígenas a desocuparem terras invadidas

14 outubro 2015 - 21h01

O presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, desembargador federal Fábio Prieto manteve a liminar concedida pela 1ª Vara Federal de Ponta Porã, que determinou a desocupação das propriedades pelos indígenas na região de Antônio João, sul do estado. A Funai( Fundação Nacional do Índio) havia alegado que os índios não estavam dispostos a saírem das áreas ocupadas e que pretendem resistir até a morte. Mesmo assim, o desembargador manteve a decisão anterior.

“Todos os grupos envolvidos nesta questão complexa - fazendeiros, colonizadores, grileiros, comunidades indígenas, empresas nacionais ou estrangeiras e entidades religiosas ou governamentais, entre outros - foram expostos ao inaceitável expediente", diz Prieto em seu despacho.

A Justiça Federal de Ponta Porã concedeu liminarmente a reintegração de posse das fazendas ocupadas, por entender que os guarani kaiowá, ao ocuparem mais de 300 hectares em Antonio João, descumpriram acordo judicial feito em 2006, que estabeleceu que eles poderiam permanecer na área de 30 hectares que já ocupavam.

Da redação

Deixe seu Comentário

Set 2
TECNODENTAL

Leia Também

Macacos encontrados mortos em MS foram envenenados por chumbinho; polícia ainda não identificou suspeitos
Violência Contra Mulher
Homem é detido em MS por manter namorada presa dentro de caminhão por 11 dias
Cota livre de impostos para compras no Paraguai sobe para 500 dólares
Caminhão de frango congelado levava 50 mil pacotes de cigarro para o Rio
Campeonato Brasileiro
Vasco empata com Flamengo em clássico eletrizante
Programa Previne Brasil quer incluir 50 milhões de brasileiros no SUS
Prefeitura abre processo seletivo com 180 vagas na área da educação
Feriado prolongado movimenta estradas e aeroportos em todo o país
Feriadão será de calor com possibilidade de chuvas rápidas e isoladas em MS
Rio Paraguai, corumbaenses de raiz e músico que respira Pantanal, são os homenageados do festival