Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Governador revoga vistoria veicular para veículos com mais de cinco anos de fabricação

21 julho 2016 - 14h56

Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) vai revogar a vistoria, para fins de licenciamento, dos veículos com mais de cinco anos de fabricação. O ato de revogação da vistoria veicular foi publicado no Diário Oficial do Estado na edição desta quinta-feira (21/07).

O governador tomou a decisão ontem (20) à tarde, em Ponta Porã, onde esteve com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, para a entrega do residencial Kamel Saad, com 1015 casas, que faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida.

“Estávamos esperando que o Conselho Nacional de Trânsito se manifestasse sobre a cobrança da taxa, mas em conversa com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, ele informou que o órgão não tem prazo para decidir sobre o assunto. Então, resolvi determinar a revogação imediata da vistoria”, explicou o governador. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) é vinculado ao Ministério das Cidades.

A vistoria nos carros com mais de cinco anos de fabricação começou a ser cobrada, por determinação do Detran, em dezembro de 2014, ainda no governo anterior.

Em junho do ano passado, o Detran recebeu ofício do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) dizendo que a cobrança ficaria a critério do órgão estadual, até que uma solução definitiva fosse dada pelo Contran.

Como o ministro informou ao governador que não há prazo para que a matéria seja regulamentada, Reinaldo Azambuja determinou que já a partir de amanhã, com a publicação do ato do Detran no Diário Oficial, a taxa não seja mais cobrada no Estado.

 

Fonte: Notícias MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença