Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99820-0742
Set

Filipina é presa por estelionato em Dourados

14 dezembro 2019 - 12h00Por Midia Max

Uma mulher de 29 anos, de nacionalidade Filipina foi presa pela Guarda Municipal de Dourados por estelionato. Ela estava em frente a uma agência bancária na região central.O fato ocorreu por volta das 20h desta sexta-feira (13), quando uma guarnição de serviço da Guarda Municipal de foi comunicada por populares de que havia um casal solicitando dinheiro aos clientes que saiam de uma agência bancária localizada na rua Joaquim Teixeira Alves.

Conforme relatos este casal entregava um envelope, no qual havia a informação solicitando doações e que o dinheiro arrecadado seria destinado a crianças vítimas de terremotos ocorridos recentemente na Indonésia e nas Filipinas, entretanto o casal impedia que as pessoas fotografassem os envelopes é o documento.

A guarnição ao chegar no local encontrou apenas uma mulher de nacionalidade Filipina, de 29 anos, que afirmava ser voluntária de uma ONG de origem Filipina, vinculada a uma organização religiosa. Os GMs ao tentarem contato com os números de telefone disponíveis nos envelopes que ela entregava aos populares, conseguiram falar apenas com uma pessoa que disse desconhecer a aludida ONG e a autora.

Ao ser questionada sobre aonde estavam hospedados a mulher afirmou que estava ficando em postos de combustíveis e apresentou ou comprovante de imigração já vencido. Durante os procedimento de checagem os Guardas Municipais localizaram com a autora envelopes com R$ 513,00 em cédulas   de R$ 5 e 10.Diante da situação como não foi confirmado nenhum vínculo da mulher com essa suposta ONG,  ela foi encaminhada ao Depac e responderá pelo crime de de estelionato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Militar de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto no bairro Aeroporto
Planos de saúde vão cobrir exames para detecção do novo coronavírus
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Homem envia fotos nuas da ex-mulher em aplicativo e acaba preso em Anaurilândia
Cloroquina 'some' das farmácias e preço vai às alturas; pacientes com lúpus são prejudicados
Comerciante é executado a tiros enquanto aguardava em semáforo na fronteira
Com mais de mil casos em 24h, MS tem 34,5 mil infectados e 570 mortes por coronavírus
Concurso público com salários de até R$ 3,1 mil prorroga prazo de inscrições
Paranaíba: donos de veículos apreendidos pela polícia têm prazo de 30 dias para evitar leilão
Campo Grande é 5ª cidade mais infiel na pandemia, diz aplicativo