Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Dono do Shopping China está entre os procurados em nova fase da Lava Jato

19 novembro 2019 - 16h15Por Campo Grande News

O paraguaio Felipe Cogorno Alvarez, dono do Shopping China, maior loja de importados da América do Sul, também teve a prisão decretada na Operação Patrón, nova fase da Lava Jato deflagrada hoje (19) pela Polícia Federal no Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

 

Além de Felipe Cogorno, outras 19 pessoas são alvos de mandados de prisão, entre elas o ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes, sócio do doleiro Dario Messer, apontado como “o doleiro dos doleiros”, preso em julho deste ano.

Campo Grande News apurou que o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro, também decretou a prisão do pecuarista de Ponta Porã Antonio Joaquim da Mota, da mulher dele Cecy Mendes Gonçalves da Mota e do filho do casal, Antonio Joaquim Mendes Gonçalves da Mota. A família Mota é tradicional em Ponta Porã, com forte atuação no ramo de pecuária e carne.

Policiais federais cumpriram os mandados na mansão da família Mota na Avenida Brasil, centro de Ponta Porã, no haras onde são criados cavalos de raça e na fazenda de Antonio da Mota, também no município de Ponta Porã.

Completam a lista dos mandados de prisão Dario Messer (doleiro, já preso), Alcione Maria Mello de Oliveira Athayde, Roland Pascal Gerbauld, Lucas Lucio Mereles Paredes, Luiz Carlos de Andrade Fonseca, José Fermin Valdez Gonzales, Maria Letícia Bóbeda Andrada, Orlando Mendes Gonçalves Stédile, Myra de Oliveira Athayde, Arleir Francisco Bellieny, Roque Fabiano Silveira, Najun Turner, Valter Pereira Lima, Edgar Ceverino Aranda Franco e Jorge Alberto Ojeda Segovia.

Orlando Stédile é da família Mendes da Mota e mora em Ponta Porã, mas foi preso no Rio de Janeiro. Ele e Antonio Joaquim Mendes da Mota, o filho de Antonio da Mota, estão com prisão temporária decretada. No caso dos demais, as prisões são preventivas.

Myra Athayde é namorada de Dario Messer e Alcione é mãe dela. Foram as seguidas viagens de Myra do Rio de Janeiro para o Paraguai que levaram a PF a chegar ao doleiro, em julho deste ano. Maria Letícia Bóbeda Andrada, filha do ex-senador paraguaio José Manuel Bóbeda, é advogada de Dario Messer no Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital