Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Defensoria já atende gratuitamente em Ladário nas áreas cível e criminal

03 maio 2017 - 15h00Por Assessoria de Comunicação da PML

Respeitando a convênio firmado com a Prefeitura Municipal de Ladário, assinado no mês de abril pelo prefeito Carlos Ruso, a Defensoria Pública passou a atender esta semana gratuitamente no município. Ao todo, 30 pessoas serão atendidas semanalmente nas áreas cível e criminal, com a elaboração de processos a serem encaminhados para a justiça.

“Desta forma passamos a dar o suporte necessário àquelas pessoas que precisam agilizar processos judiciais e, que muitas vezes, não têm nem como se deslocar até o Fórum em Corumbá”, disse o prefeito. A prefeitura está fornecendo o local para atendimento e os estagiários que auxiliam os defensores nos processos.

A Defensoria Pública está funcionando na sede da Secretaria Municipal de Fomento ao Desenvolvimento Econômico, na rua Cunha e Couto, 945. Os defensores estão à disposição da população no horário de 8 às 11 horas da manhã, mas é necessário pegar senha de atendimento, já que a demanda em Ladário é muito grande e não há como atender todos os casos de uma só vez.

“Serão 15 senhas para terça, na área cível e 15 na quarta, na área criminal. Nós temos um defensor público, um assessor e dois estagiários, para dar suporte a essa estrutura”, disse o defensor público Lauro Moreira Scholer, que esteve de plantão nesta quarta feira, 03 de maio, em Ladário.

Segundo Lauro, as necessidades em Ladário são muitas e a proximidade da defensoria deve ajudar a resolver muitos problemas que as pessoas têm com a justiça. “Tem um grande número de pessoas que não têm sequer como se deslocar para Corumbá para serem atendidas pela defensoria, essa é a razão de nós estarmos aqui”, afirmou.

Além do deslocamento, outra vantagem do atendimento público é que não se gasta nada com ele. Nem mesmo as custas processuais ou as despesas com documentação são cobradas do cidadão. A partir de agora a expectativa é que as pessoas procurem os defensores públicos para resolver de vez as questões judiciais pendentes. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

INSS vai aumentar capacidade de atendimento da Central 135
Indústria da construção mostra sinais de recuperação, diz CNI
Desemprego subiu 27,6% em quatro meses de pandemia
Sampaio Corrêa e Moto Club duelam no 1º jogo da final do Maranhense
Senadores da Comissão do Pantanal aprovam cronograma de trabalho
IBGE: em MS, 15% dos que realizaram testes para Covid-19 até agosto testaram positivo
Câmara instala comissão para reformar Lei da Lavagem de Dinheiro
Brasileirão: Thiago Neves pode estrear no Sport em duelo contra Timão
Chuva no Rio de Janeiro em um dia supera média do mês
Justiça marca júri de acusado de matar professora com 36 facadas