Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99820-0742

CRAS encerra mês das mulheres com palestra sobre valorização e contra a violência

26 março 2017 - 18h48Por Assessoria de Comunicação PML

No encerramento do mês das mulheres, o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), reuniu centenas de mulheres para assisti a palestra do delegado Sam Ricardo Aranha Suzumura, que falou a respeito dos direitos que as mulheres têm de se defender legalmente e das agressões que elas sofrem, muitas vezes, sem mesmo saber que estão sendo vítimas de crimes, como os de agressão moral.

“O que a gente precisa é empoderar as mulheres de seus direitos. Umas não tem consciência de seus direitos, outras têm e não fazem questão de utilizá-los”, disse o delegado. Ele alertou para o fato de que existem legislações específicas para proteger as mulheres e que elas não podem abrir mão desse direito de fazer uso delas.

Ainda durante o evento, o delegado adiantou que logo a Defensoria Pública vai estar atuando no Município para dar suporte aos processos, tanto os que tratam da Lei Maria da Penha, quanto os outros que envolvem as mulheres que não têm condições de pagar um advogado, sequer para se separar de um marido agressor. “O prefeito Ruso já acenou positivamente, já foi feito o acordo e nós oferecemos a delegacia para que a Defensoria Pública faça lá o atendimento”, afirmou Sam. A defensoria atende gratuitamente o cidadão.

Para a secretária de Assistência Social, Andressa Paraquett, que comanda a pasta que tem como responsabilidade desenvolver atividades para capacitar, valorizar e proteger as mulheres ladarenses, encontros como esses ajudam a melhorar a conscientização. “Pra nós é fundamental marcar o encerramento de um mês com atividades específicas voltadas às mulheres, e lembrar que não é 8 de março, não é março, o dia das mulheres é todos os dias”, afirmou ela.

Andressa também ressaltou a importância da presença do prefeito Carlos Ruso, que ajudou a solidificar ainda mais o empoderamento feminino ao declarar que há 40 anos é comandado pela mulher e, por isso, chegou ao sucesso”. E Ruso, realmente afirmou que “vocês mulheres já estão no comando. Não se deixem coagir pela violência, lutem pelos seus direitos, falta o melhoramento dos salários, briguem por isso. Em nossa administração, a maior parte do corpo de funcionários é de mulheres, isso porque existe competência no que fazem”.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

Incerteza da economia cai pelo quinto mês consecutivo, diz FGV
Covid-19: 87% dos moradores de favelas conhecem alguém que adoeceu
Primeiro paciente curado de HIV morre após reincidência de câncer
Covid-19: Ganso testa positivo e Fluminense chega a dez contaminados
Ministros da Agricultura e Meio Ambiente confirmam ida ao Pantanal
IBGE: taxa de desocupação fica em 13,8% no trimestre de maio a julho
Em outubro, Saúde disponibiliza exame preventivo em horário noturno
Justiça suspende decisão do Conama que revogou resoluções ambientais
Polícia Militar de Corumbá prende homem foragido da justiça durante rondas
Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos