Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Candidato a deputado terá que devolver recursos de campanha pagos aos filhos

02 dezembro 2019 - 18h00Por MidiaMax

Candidato a deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores nas eleições de 2018 recebeu da Justiça Eleitoral determinação para devolver parte dos recursos de campanha pagos pelos serviços do próprio filho. A decisão consta no Diário Oficial do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) desta segunda-feira (02).

Conforme o TRE-MS, ‘a contratação de serviços de pessoas da família com recursos provenientes do Fundo Partidário ou do FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha) caracteriza aplicação irregular de verbas públicas, ensejando a rejeição das contas, com a obrigação de devolução desse valor ao erário’.

Em sua prestação de contas, o candidato foi questionado sobre nomes com vínculos de parentesco. Ele respondeu então que teve poucos recursos financeiros à disposição e, por isso, contratou o filho como motorista e a filha como responsável pelas redes sociais ao custo de R$ 700 cada um.

‘Nenhuma pessoa que não tivesse o grau de parentesco com o candidato jamais trabalharia por este valor’, diz defesa juntada ao processo. A defesa ainda argumentou que os valores não seriam suficientes para ‘enriquecer’ a vida dos filhos do candidato.

Apesar das justificativas, o relator apontou precedente do Tribunal segundo o qual a contratação de pessoa da família com utilização de verba pública constitui vício insanável.

“Demonstra-se nos autos que os recursos foram aplicados de forma irregular, apropriando-se dos respectivos valores quando “gerou-se” a despesa de contratação de serviços de parentes, não sendo possível a ratificação da presente prestação de contas, o que enseja, além da rejeição, a obrigatória devolução desse valor ao erário”, apontou o juiz eleitoral Roberto Polini.

Seu voto foi acompanhado por unanimidade entre os demais e o candidato recebeu prazo de cinco dias para devolução dos valores. Ainda cabe recurso da decisão.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empresa vence licitação de R$ 1,6 milhão para reforma do Detran em Dourados
Padre que atendeu feminicida antes de morte na igreja pede às pessoas para ‘se abrirem’
Polícia investiga PMs por denúncia de agressão à mulher negra em SP
Coronavírus: Pfizer e BioNTech recebem ‘fast track’ para 2 possíveis vacinas nos EUA
Em julgamento de recurso, Justiça livra prefeito de Laguna Carapã de acusação de nepotismo
Em retaliação aos EUA, Pequim coloca senadores republicanos em ‘lista negra’
Esposa de John Travolta morre aos 57 anos
Idosa de 64 anos é mais uma paciente a perder a batalha contra covid-19 em Campo Grande
Marido é preso por estuprar mulher duas vezes após a agredir e deixar inconsciente
Funcionários reclamam de falta até de papel toalha no HRMS, referencia para coronavírus