Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Audiência Pública questiona serviços de telefonia e internet em Corumbá

22 junho 2016 - 14h51

A Câmara Municipal de Corumbá realizou, na tarde desta terça-feira, 21 de junho, uma audiência pública para tratar da qualidade dos serviços de telefonia e internet prestados na região. O encontro contou com a presença dos representantes das operadoras de telefonia, Tim, OI e Claro, empresas atuantes em Corumbá, sendo eles, vindos de Brasília e Campo Grande.

Além disso, a audiência contou ainda com as presenças da diretora-presidente do Procon/Corumbá, Andrea Cabral Ulle e o presidente da OAB/Corumbá, Roberto Ajala Lins, que na oportunidade disse sobre os problemas causados em relação aos serviço prestado na cidade.

"Às vezes parece que estamos na Idade da Pedra, a ligação cai do nada, a internet não funciona. As reclamações são constantes e até o nosso trabalho fica prejudicado, já que não conseguimos mandar documentos respeitando os prazos estipulados", reclamou Roberto Lins.

Já de acordo com a gerente de relações institucionais da TIM Brasil, Fabiane Arruda, "a empresa tem total interesse em deixar bem claro as opções que o consumidor possui e está constantemente inovando no relacionamento com o cliente. Quanto à interferência de antenas internacionais, A Tim e a Vivo possuem um acordo para diminuir a interrupção do serviço causada por operadoras internacionais”, falou se referindo às interrupções causadas pelo país vizinho.

Para o gerente de relações institucionais da Claro, Claudemir Martins de Freitas, a interferência não é questão de qualidade do sinal, e sim de potência.

“Aqui, temos regras a seguir, e não podemos aumentar além do valor determinado pela Anatel. O que acontece é que a potência praticada na Bolívia não segue as mesmas regras que a gente, e por isso o sinal sofre alterações", explicou Claudemir.

Satisfeito, o presidente da Câmara Tadeu Vieira, autor do requerimento que solicitou a audiência Pública, o resultado foi extremamente positivo, já que todos compareceram para discutir um problema que atinge a região do Pantanal.

"Ficamos felizes de receber os representantes das principais operadoras do país, e de ouvir deles que as empresas farão o que estiver ao seu alcance para melhorar a qualidade do sinal em Corumbá. Acredito que a população só tem a ganhar", mencionou. 

Ao todo, só em Corumbá foram realizados 129 atendimentos relativos à Oi, 76 atendimentos sobre a Vivo, 19 atendimentos sobre a Claro e apenas 5 atendimentos sobre a Tim. Os números foram apresentados pela diretora-presidente do Procon/Corumbá.

Proposta  

Uma das propostas retiradas da audiência pública é um encaminhamento que será feito ao Ministério das Relações Exteriores, para tratar da interferência das redes bolivianas em território brasileiro.

 

Fonte: Leonardo Cabral (colaboração) 

 

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bebê é achado morto em quarto de hotel; pais estão detidos
Em Dourados, médicos têm salários reduzidos durante a pandemia
PF faz novas buscas na casa de jornalista bolsonarista preso em Campo Grande
Portador de Alzheimer, Luiz desapareceu na Piratininga e filho pede ajuda para encontrá-lo
Infectada pela covid, mãe morre no parto e bebê sobrevive em Dourados
PMs flagram homem carregando cabeça decepada em SP
Corpo achado no Rio Paraguai segue sem identidade nem procura de familiares
Brasil tem mais 1.290 falecimentos por causa da covid-19
Com 16 mortes em 24h, MS vai a 107 óbitos por coronavírus e 9.388 doentes
Saúde compra 20 mil exames para diagnóstico de coronavírus pelo valor de R$ 377 mil