Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Consagrados no mundo da dança, cubanos ministram curso de dança no Moinho

13 julho 2016 - 16h11

Dois dos maiores nomes da dança clássica mundial, os cubanos Rolando Candia e Mayda Rivero ministram de 18 a 22 de julho o Curso de Férias Moinho in Dança no Instituto Moinho Cultural Sul-Americano. As inscrições estão abertas para o curso que é destinado a estudantes e bailarinos profissionais de balé clássico, com 40 horas. As aulas de técnica clássica, técnica masculina, pas de deux, repertório e pontas serão de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Aos professores serão ofertadas aulas de metodologia. Todos receberão certificados.

A chegada dos consagrados mestres cubanos fazem do Moinho Cultural uma referência em qualificação da dança clássica sul-americana. Rolando Candia e Mayda Rivero iniciam em Corumbá mais um ciclo de uma trajetória de mais de 40 anos como bailarinos e professores de dança. Eles se uniram através da dança. Conheceram-se durante as aulas de balé na Escola de Artes de Camaguey, cidade cubana onde nasceram, e estão casados há 35 anos.

“Deus nos uniu desde pequeninos, construímos juntos nossos objetivos e sonhos, que agora transmitimos às crianças e aos jovens”, comenta Rolando. “Por isso o estudo das artes é importante, dá ao ser humano outra perspectiva, outra sensibilidade e outro olhar para a vida”, acentua. 

Mayda iniciou seus estudos na Escola de Arte de Camaguey em 1966 e concluiu na Escola Nacional de Arte de Havana, capital cubana, em 1974, atingindo o nível de bailarina profissional e professora. Tornou-se mestre da Escola Cubana de Balé. Rolando começou em 1968 também em Camaguey e atingiu o nível profissional e de professor em 1976. Durante vinte anos foi o primeiro bailarino do Balé Nacional de Cuba.

O casal de mestres vêm de Ourinhos, interior de São Paulo, onde chegaram em 2013, após trabalharem e morarem no Paraguai, no Uruguai e na Colômbia. Deixaram Cuba em 1995, incluídos em um programa de intercâmbio cultural, e foram para Montevidéu, no Uruguai, onde permaneceram até o ano 2000. Do Uruguai seguiram para Assunção, no Paraguai, onde trabalharam como professores durante dez anos.

Em 2013 receberam convite para trabalhar para comandar a Companhia Municipal de Dança de Ourinhos, interior de São Paulo. Como estavam acostumados a viajar em turnês pelo mundo, adaptaram-se com facilidade ao Brasil. “Cuba tem dançarinos espalhados por todo o mundo”, diz Mayda. “No Balé Nacional de Cuba os bailarinos também são preparados para ensinar quando pararem de dançar”, completou.

Sonho

No Brasil, enfim, um sonho se concretiza e, além do Curso de Férias, eles comandam a Companhia Jovem de Dança Moinho. “Era um desejo antigo trazê-los, são reconhecidos em todo o mundo”, destaca Márcia Rolon, fundadora do Moinho Cultural.

O Curso

Curso de Férias Moinho em Dança, de 18 a 22 de julho. Local: Instituto Moinho Cultural Sul-Americano, rua Domingos Sahib, 300, Porto Geral, fone 3231-8436, e-mail: [email protected].  Taxa de inscrição para o Curso de Férias: R$ 250. Taxa de inscrição para o Curso de Metodologia para Professores: R$ 100. Taxa para alojamento e alimentação: R$ 130.

 

Fonte: Redação 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Renda Cidadã: Bolsonaro nega desejar reeleição e diz estar aberto a sugestões
PF detém secretários de Barbalho por suspeita de desvios na Saúde
Homem morre durante visita a academia no Aero Rancho
Ipea: renda dos mais pobres foi 32% maior que o habitual em agosto
Corpo é encontrado às margens da MS-160
Combate às queimadas no Pantanal ganha reforço de 120 brigadistas e bombeiros
Familiares de gêmeos mortos com 13 tiros são ouvidos e polícia procura por assassinos
Em Coronel Sapucaia, obras de recapeamento vão custar R$ 2,2 milhões
Com ressalvas, deputados aprovam mudanças no plano de aplicação dos recursos do Fundersul
Fogo se alastra em reserva no Pantanal, moradora corre e consegue salvar galinhas