Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Mais de 10 mil pessoas participaram de show gospel inédito na cidade

06 março 2017 - 14h12Por Assessoria de Comunicação da PMC

Encerrando a programação do Carnaval, a Prefeitura de Corumbá, juntamente com o Governo do Estado e o Conselho de Pastores de Mato Grosso do Sul realizaram neste sábado, 4 de fevereiro, o show com o cantor gospel, Anderson Freire.

De acordo com a Guarda Municipal, cerca de 10 mil pessoas se reuniram para o show e, de acordo com o prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira, fica o compromisso para tornar o evento um marco para os próximos anos. Esta é a terceira atração nacional que faz parte do circuito de eventos do Carnaval 2017.

“A nossa preocupação é deixar o Carnaval um momento para todos os públicos e, principalmente sabendo que a população evangélica não pula o Carnaval, trazer o show foi uma maneira de contemplá-los”, explicou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira.

De acordo com o presidente da Fundação e Cultura do Município, Luiz Mário Cambará, para o show vieram caravanas de Campo Grande, Bonito, Miranda, Aquidauana e Bodoquena. “A intenção é consolidar o show gospel em todos os carnavais daqui em diante”, concluiu.

Destaque nacional

O capixaba Anderson Freire é hoje, sem dúvidas, um dos principais nomes da música gospel brasileira. Talentoso desde a infância (cresceu participando de grupo vocal com os irmãos no interior do Espírito Santo), a menos de 10 anos experimentou uma reviravolta em sua vida. Suas composições ultrapassaram as fronteiras de Cachoeiro de Itapemirim, foram descobertas por grandes nomes do segmento, conquistaram rádios, igrejas, e, sobretudo, corações… O cantor foi quatro vez indicado ao Grammy Latino (2013, 2014, 2015 e 2016) e conquistou em 2016.

Nem sempre um bom cantor é bom compositor (ou vice e versa). Da mesma forma que o êxito nas duas carreiras simultaneamente não é quesito obrigatório. Mas, nenhuma dessas premissas se aplica a Anderson Freire. Um dos maiores compositores contemporâneos da música gospel brasileira, iniciou sua carreira como cantor solo pela MK Music em 2010, com o CD IDENTIDADE. Resultado? Disco de Ouro e Platina! Por isso, seu segundo álbum solo, RARIDADE, chegou em 2013 debaixo de muita expectativa. E não decepcionou: recebeu vários prêmios e sua primeira indicação ao Grammy Latino 2013.

Anderson Freire, além do talento musical e autoral, é um artista completo. E o principal: tem a unção de Deus para que seu trabalho transcenda a arte… Seu primeiro CD solo foi gravado enquanto ainda fazia parte da Banda Giom, em parceria com irmãos. Aliás, seu contato com a música e a fé vem de muitos anos: ainda na adolescência. A infância cheia de privações no interior do Espírito Santo (na lida no campo para sustentar a família) rendeu história de fé e superação testemunhada através da vida e canções tocantes.

Anderson é na atualidade um dos campeões em gravação (como autor) e vendas (como intérprete). Mais ou menos assim: nove entre 10 cantores dão voz às composições de Anderson Freire. Seus dois CDs solo conquistaram Ouro (Identidade e Raridade), Platina (Identidade, Raridade), Platina Duplo (Raridade), Platina Triplo e Diamante (Raridade). Além da indicação ao Grammy Latino 2013, como Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, conquistou o Troféu Promessas 2013, da Rede Globo, como Melhor Cantor. Em tão pouco tempo deixou de ser fenômeno para ser história. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde atualiza novamente procedimentos para aborto no SUS
Libertadores: Líder do Grupo G, Santos enfrenta o Delfín no Equador
Justiça autoriza retorno das aulas no Colégio Militar do Rio
Projeção de crescimento do crédito em 2020 sobe para 11,5%
Araújo diz que declarações de Pompeo foram alvo de má tradução
Salles inspeciona áreas em Mato Grosso atingidas pelo fogo
Operação Covid-19 mobilizou quase 30 mil militares em seis meses
MP e Volkswagen firmam acordo para reparar violações no regime militar
CIEE lança programa para capacitar estudantes do ensino médio
Senador conquista R$ 38 milhões da União para MS