Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Frente fria se intensifica e MS pode ter recorde de frio nesta quinta-feira

09 junho 2016 - 13h44

Massa de ar polar que está em Mato Grosso do sul deve permanecer sobre o Estado pelo resto de semana e a frente fria se intensifica amanhã, derrubando ainda mais as temperaturas. De acordo com o Climatempo, há possibilidade de recorde de frio em Campo Grande, onde previsão é de mínima de 8°C e sensação térmica próxima de 0°C.

Conforme o Instituto, hoje foi o dia mais frio do ano na Capital, que registrou mínima de 10,8°C e máxima de 16,1°C. Ar polar deve continuar pelo menos até a próxima quarta-feira, mantendo as temperaturas baixas.

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de perigo para onda de frio e de perigo potencial para geadas, que estão previstas para municípios do sul e sudoeste do Estado. Conforme o Inmet, temperaturas devem sofrer queda de mais de 5°C, o que causa risco à saúde.

Mínima prevista para o Estado é de 3°C, que deve ser registrada em Ponta Porã e Dourados, onde a máxima será de 18°C, com geadas durante a noite e madrugada. Sensação térmica deve ficar abaixo de 0°C.

Em Campo Grande, temperaturas devem ficar entre 8°C e 20°C amanhã, com queda gradativa durante o resto da semana. Frio será mais intenso no domingo (12), com previsão de 5°C e geada. Dias devem ser predominantemente nublados, com névoa úmida ao amanhecer.

Maiores temperaturas estão previstas para municípios do oeste, na região do Pantanal. Em Corumbá e Porto Murtinho termômetros oscilam entre 10°C e 24°C, com períodos de abertura de sol.

Via: Correio do Estado

 

Deixe seu Comentário

TECNODENTAL
Set 2

Leia Também

Bolsonaro tem alta e deixa hospital em São Paulo
WWF-Brasil lança concurso de fotografia para destacar as belezas naturais do Pantanal e da bacia do Alto Paraguai
Violência por dizer “não” ao ex-namorado fez Ana largar tudo e sair pelo mundo
Dica da semana: "O Homem que Viu o Infinito"
MS registrou 2.070 focos de calor em setembro, segundo dados do Inpe
Em 12 horas, queimadas destruíram 200 hectares em Bodoquena
Sem poder doar medula para Calebe, mãe quer alguém compatível para livrar seu filho da leucemia
Mato Grosso do Sul é o segundo no País com mais abates de bovinos
Homem leva mordida de cão, exige desculpas do vizinho e denuncia crime em MS: 'Coloca vinagre que é bom'
Marido quer que mulher aborte bebê só porque é uma menina