Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Inscrição para concurso com salário de até R$ 8,6 mil termina domingo

17 junho 2016 - 19h34

Quem pretende concorrer ao cargo de professor do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e ainda não se inscreveu tem até domingo (19) para se registrar no processo seletivo.

São 16 vagas para as áreas de arquitetura, agronomia, matemática, engenharia (Civil, Elétrica, Pesca, Computação, Redes, Software, Materiais, Metalúrgica e Minas) e letras, com habilitação em Língua Portuguesa, Espanhola e Inglesa.

A taxa de inscrição é de R$ 120 e pode ser paga até 20 de junho nas agências do Banco do Brasil.

O salário oferecido varia de R$ 4.014,00 (graduação) a R$ 8.639,50 (para quem tem doutorado). É preciso dedicação exclusiva de quem for aprovado. A carga horária é de 40 horas e haverá turnos da manhã, tarde e noite.

A seleção será feita em três fases. A prova objetiva será aplicada em 17 de julho, enquanto a de desempenho didático será em 6 e 7 de agosto e, por fim, a prova de títulos, com caráter classificatório. Todas as etapas acontecerão em Campo Grande.

As vagas estão distribuídas para Aquidauana, Campo Grande, Coxim, Corumbá, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

 

Fonte: Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Set 2
TECNODENTAL

Leia Também

Bolsonaro tem alta e deixa hospital em São Paulo
WWF-Brasil lança concurso de fotografia para destacar as belezas naturais do Pantanal e da bacia do Alto Paraguai
Violência por dizer “não” ao ex-namorado fez Ana largar tudo e sair pelo mundo
Dica da semana: "O Homem que Viu o Infinito"
MS registrou 2.070 focos de calor em setembro, segundo dados do Inpe
Em 12 horas, queimadas destruíram 200 hectares em Bodoquena
Sem poder doar medula para Calebe, mãe quer alguém compatível para livrar seu filho da leucemia
Mato Grosso do Sul é o segundo no País com mais abates de bovinos
Homem leva mordida de cão, exige desculpas do vizinho e denuncia crime em MS: 'Coloca vinagre que é bom'
Marido quer que mulher aborte bebê só porque é uma menina