Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Primeira Parcela do IPTU vence nesta sexta-feira em Ladário

15 julho 2016 - 16h11

Vence nesta sexta-feira, 15 de julho, a primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O pagamento pode ser feito nas agências bancárias e no do Banco do Brasil e na Central de Atendimento ao Contribuinte (CAC), localizado na sede da Prefeitura de Ladário, Rua Corumbá, nº 500.

Os pagamentos para os contribuintes que não possuem divida ativa com o município, o desconto será de 5% sobre o valor do imposto. Já para os que efetuarem o pagamento a vista, o desconto será de 20%.

O contribuinte que ainda não está de posse de seu carnê, poderá retirar a guia do IPTU, direto na Central de Atendimento ao Contribuinte. O horário de funcionamento é das 07h00 às 17h30.

A estimativa para este ano, é distribuir  7,2 mil carnês, o que representa a arrecadação estimada em aproximadamente de R$ 2,5 milhões. Já no ano passado foram lançados 7.241 mil carnês e a previsão de arrecadação foi de R$ 2,5 milhões. Outros 139 imóveis foram classificados como isentos.

Isenção

A isenção do Imposto Predial Territorial Urbano é prevista no artigo 5º, inciso VII, da Lei Distrital 4.072/2007 e para que seja cumprida corretamente, algumas regras precisam ser obedecidas: o idoso deve ser aposentado ou pensionista, e receber até dois salários mínimos mensais; deve utilizar o imóvel como sendo sua residência, e de sua família, e não pode ser proprietário de outro imóvel.

Para os que se encaixam a esses critérios, o requerimento da isenção está disponível até o dia 31 de agosto, na rua Corumbá, n° 500, Centro de Ladário para fazer o requerimento do IPTU-2016. O horário de funcionamento é das 07h00 às 17h30.

Para requerer a este direito, as pessoas devem estar munidas de documentos pessoais, como RG, CPF, comprovante de residência, extrato de rendimento mensal atualizado ou número do benefício, escritura, título ou matricula atualizada do imóvel.

Além disso, a isenção do imposto também está destinada para famílias beneficiadas do Programa do governo federal, Bolsa Família. Nesta ocisão, é obrigatória a apresentação dos documentos solicitados pelo Departamento de Tributos e Cadastro Imobiliário- DTCI, bem como o número do benefício.  

 

Fonte: PML

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital