Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 99820-0742
Set

Revelando parte da história de Corumbá, Prefeitura entrega revitalização da casa onde viveu Dr. Gabi

29 junho 2016 - 06h02

Uma casa abandonada, mas que sempre chamou a atenção pela sua estrutura e também por ter as suas portas fechadas há décadas. Em Corumbá, muitas pessoas que vivem na cidade e passaram por frente dela, sempre tiveram curiosidade de saber como era o interior dessa residência e quais os “mistérios” que ela poderia guardar.

Localizada na região central da cidade, na rua Cuiabá, esquina com a rua XV de Novembro, rodeado de casas que remetem a estrutura do século passado, o prédio, além de mexer com a imaginação das pessoas, guarda parte da história do município pantaneiro.

Pois, por muito tempo foi refugio do advogado, jornalista e escritor Gabriel Vandoni de Barros, personagem ilustre da cidade, conhecido também como Dr. Gabi.

Além de todas essas características, o local também ajuda a preservar parte da história de um homem, que pode ser intitulado como parte da história do velho Mato Grosso, integrado por ter expressado o sentimento do homem pantaneiro na defesa de sua cultura e pecuária tradicional.

Mas na noite desta terça-feira, 28 de junho, toda a curiosidade sobre o local pôde ser desvendada. Isso porque, o prefeito Paulo Duarte entregou a revitalização de toda a casa, que tem seu estilo eclético datado de 1940.

Para a dona de casa Rita Dias Moreira, que hoje está com 41 anos, disse estar realizando um sonho de criança. “Quando passava com a minha mãe aqui ficava imaginando o que essa casa poderia reservar. E após quase 35 anos, mato a minha curiosidade. Ver esses móveis e até mesmo a cama do doutor Gabi, é fazer uma viagem ao passado, sabendo que ele pensou no futuro, através de suas ações, podendo hoje, estarmos aqui”, falou.

Os trabalhos

Todo trabalho executado pela Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuphan), somente foi possível após conclusão do processo de desapropriação ocorrido na administração do prefeito Paulo Duarte.

Com a gestão do prefeito, o processo de desapropriação da Casa do Dr. Gabi, foi concluído e, após essa etapa, uma limpeza pesada foi feita nas dependências do prédio que se encontrava fechado há décadas, acumulando muita sujeira e resíduos, tanto na parte externa como na interna, onde muitos móveis, objetos de uso pessoal, peças de decoração e obras de arte iam se deteriorando.

“Junto com essa casa, está sendo entregue a história e a memória da nossa cidade. Preservar não é só recuperar a parte arquitetônica, é dar vida, e é isso que estamos fazendo. Além de ter uma importância no contexto histórico, essa  estrutura irá ser a nova sede da Fundação de Cultura de Corumbá, estando sempre de portas abertas para a visitação da nossa gente. Quando não se tem dinheiro, a criatividade surge”, falou o prefeito Paulo Duarte se referindo o apoio que recebeu do setor privado, na recuperação do prédio.

Parceria

A revitalização da Casa da Memória de Dr. Gabi foi possível graças ao apoio de empresas e pessoas físicas como Malo Alimentação e Serviços Ltda; JM Neiva; Santana Tintas; Maria Lúcia Calábria Rocha – Morocha; Restaurante Rodeio; vereador Luciano Costa; EletroCorumbá Edificações; Dr. Ulisses Medeiros; Dr. Nabil Omar; empresário Luís Martins; além de pessoas ligadas à Administração Municipal.

 

Fonte: Leonardo Cabral- (Colaboração)

Deixe seu Comentário

TECNODENTAL
Set 2

Leia Também

Porto Alegre testa drones para combater o coronavírus
Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
Jorge Vercillo doa cestas básicas para autônomos
Universidade prorroga suspensão de atividades por causa do coronavírus até 19 de abril
Homem que matou namorado da ex foi preso 3 vezes por violência doméstica
Dano de R$ 1 mil implica condenação a homem que arrombou para furtar só R$ 32
Casos confirmados sobem para 28 e há 51 suspeitas de coronavírus em MS
Menina de 14 anos era estuprada por homem com autorização da mãe
Após 4 anos, Esacheu Nascimento deixa o comando da Santa Casa de Campo Grande
Servidor morre de dengue hemorrágica em Itaquiraí