Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 99820-0742
Set
Corumbá

Macaquinhos são flagrados fugindo de incêndio no Pantanal

12 setembro 2019 - 10h05Por G1/MS

Um grupo de macaquinhos foi flagrado fugindo das chamas às margens da BR-262, em Corumbá, região do Pantanal sul-mato-grossense nesta terça-feira (10). De acordo com o empresário Bruno Girotto, responsável pelas imagens, cerca de 30 animais atravessaram a rodovia em busca de um local seguro e longe do fogo.

Pelas imagens que foram feitas de dentro do carro, Bruno conseguiu filmar parte do bando. No vídeo é possível ver cerca de 3 macacos subindo em árvores e coqueiros e do outro lado da pista, mais dois animais são vistos. No fundo da rodovia que da acesso a ponte do rio Paraguai, a visão é prejudicada por conta da intensa fumaça.

Além dos macaquinhos, o empresário também flagrou uma tamanduá com o filhote próximo à rodovia, também tentando fugir do incêndio.

 

Conforme Bruno, que mora em Campo Grande, mas que viaja há cerca de 10 anos para a cidade de Corumbá, é a primeira vez que vê incêndios nessa proporção.

"A gente fica preocupado e impotente porque não podemos fazer nada por esse animais. É algo tão triste que nem sei explicar direito o que estou sentindo", explica.

De acordo com o empresário, da região do Passo da Lontra até Corumbá, são cerca de 130 km e praticamento todo o trajeto é possível encontrar focos de incêndio: "Os ipês amarelos estão queimando em torno da pista e muitos morros estão tomados pelo fogo", lamenta.

MS decreta estado de emergência por conta das queimadas

 

governo de Mato Grosso do Sul decretou nesta quarta-feira (11), por 180 dias, situação de emergência em razão do grande número de queimadas no estado, principalmente na região do Pantanal. O texto deve ser publicado na edição desta quinta-feira (12) do Diário Oficial.

Com o decreto o governo do estado pode comprar produtos e contratar serviços para o combate às queimadas sem licitação, além de se habilitar para receber auxílio do governo federal em termos de recursos, máquinas e equipamentos, até mesmo das organizações militares.

Os técnicos avaliaram a gravidade do problema por conta da estiagem prolongada e da expectativa de falta de chuva para os próximos 15 dias.

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Bolsonaro tem alta e deixa hospital em São Paulo
WWF-Brasil lança concurso de fotografia para destacar as belezas naturais do Pantanal e da bacia do Alto Paraguai
Violência por dizer “não” ao ex-namorado fez Ana largar tudo e sair pelo mundo
Dica da semana: "O Homem que Viu o Infinito"
MS registrou 2.070 focos de calor em setembro, segundo dados do Inpe
Em 12 horas, queimadas destruíram 200 hectares em Bodoquena
Sem poder doar medula para Calebe, mãe quer alguém compatível para livrar seu filho da leucemia
Mato Grosso do Sul é o segundo no País com mais abates de bovinos
Homem leva mordida de cão, exige desculpas do vizinho e denuncia crime em MS: 'Coloca vinagre que é bom'
Marido quer que mulher aborte bebê só porque é uma menina