Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Assassino de vendedor é primeiro beneficiado em MS por decisão do STF sobre 2ª instância

13 novembro 2019 - 16h45Por MidiaMax

Após a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre condenados em segunda instância poderem recorrer em liberdade até esgotar possibilidades de recursos, a Justiça mandou soltar o corretor de imóveis Cláudio Fellipe Simões Duarte, condenado a 12 anos de prisão por matar o vendedor Júnior César Borges, 42 anos.

A decisão desta terça-feira (12) foi da 1ª Vara de Execução Penal e Cláudio é o primeiro preso em Mato Grosso do Sul beneficiado com a decisão do STF. Pela decisão, a prisão só pode ser decretada quando houver trânsito em julgado, ou seja, sem possibilidade de recurso no processo.

O crime aconteceu em fevereiro de 2016 na Rua Guarapuava, no Jardim Panorama em Campo Grande. Cláudio Fellipe foi preso e condenado a 12 anos de prisão em julgamento no dia 31 de janeiro de 2019.

O acusado disse que atirou contra a vítima para não morrer. Durante seu julgamento, Cláudio alegou legítima defesa ao atirar contra Júnior e atingi-lo no pescoço durante uma briga por causa da venda de uma casa, no Jardim Panorama. Os dois estariam interessados no imóvel.

No dia do crime, ele disse que teria chamado Júnior até a frente da casa em disputa alegando que o vendedor estaria no local para resolver o imbróglio entre eles. Mas, chegando no local o vendedor não estava, momento em que os dois começaram a discutir.

Cláudio alega que Júnior teria dito que ele iria morrer, indo em direção a sua camionete e fazendo menção de pegar algo no porta-luvas e colocando na cintura. No mesmo momento, o autor, então, pegou um revólver que estava em seu carro e efetuou o disparo atingindo a vítima que morreu no local

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Auxiliar de cozinha pede ajuda para encontrar filha desaparecida há dois dias no Noroeste
Procon faz ‘batida’ para garantir passagens de ônibus de graça para idosos
Escorpiões invadem casas e Sesau registra mais de 4 casos por dia
Planalto: Bolsonaro retirou lesões causadas por exposição ao sol
Bolsonaro amplia saque do FGTS para R$ 998 e quem já tirou R$ 500 pode receber a diferença
Mergulhada em crise, prefeita quer aumentar em 55,27% o próprio salário
Caminhada na área central encerra ações da semana da primeira infância em Corumbá
Ciranda da morte na fronteira tem alta de 85% em 2019 e crimes entrelaçados
Homem que atacou criança na rua foi interditado judicialmente há 7 anos
Ladrões que invadiram casa sabiam de cofre e perguntaram sobre 50 mil