Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Vereador diz que 54% das mortes de covid-19 são de pretos e pardos

02 junho 2020 - 17h00Por Top Mídia News

Na sessão desta terça-feira (2), o vereador Eduardo Romero (Rede) disse que hoje, diversos movimentos contra o racismo organizam a campanha ‘Terça-Feira Preta’, nas redes sociais, de modo a conscientizar toda a população sobre o assunto. Ele salientou que mais de 50% das mortes pelo novo coronavírus no país são da população de pretos e pardos.

Segundo ele, o movimento visa valorizar e disseminar o respeito a diversidade racial, sobretudo sobre a classe de pretos e pardos do Brasil. 

O vereador comentou sobre injustiça social, intolerância e violência relacionada a essa população e  pediu que hoje, a população que otimize o tempo na internet. E faça uma pesquisa sobre a história do povo preto, racismo estrutural existente no Brasil e dados de desigualdade social. 

“As maiores vítimas são pretos e pardos, 54,8% das mortes de covid-19 no Brasil são referentes a população preta e parda. Inclusive aumentou o número de óbitos e diminuiu o acesso à internação. Apenas 46% conseguem a internação. Um povo sem memória, é um povo que não respeita a diversidade e um povo que não valoriza a vida, não consegue viver em sociedade. Todas as vidas importam sejam a cor, etnia ou classe social que pertence”, disse Romero.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença