Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Polícia Civil realiza perícia em hospital atingido por incêndio

13 setembro 2019 - 15h30Por Portal R7

A Polícia Civil chegou na manhã desta sexta-feira (13) ao Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, para começar a perícia nos equipamentos que podem ter causado o incêndio na unidade. Pelo menos 11pessoas morreram por conta do fogo.

Segundo o vice-governador do Estado, Cláudio Castro (PSC), o incêndio teve origem em um gerador de energia na garagem do prédio anexo do hospital. Cerca de 100 pacientes e mais de 200 funcionários estavam no local quando começaram as chamas, no final da tarde de quinta-feira (12).

Durante o início da noite, o Corpo de Bombeiros encontrou o primeiro corpo. Em seguida, na madrugada desta sexta-feira, os militares retiraram mais dez pessoas.

 

Parentes dos dez mortos estão no IML (Instituto Médico Legal) Afrânio Peixoto, no centro do Rio, para identificar os mortos. Segundo informações, entre as vítimas estão duas idosas: uma de 84 anos e outra de 88 anos.

O Corpo de Bombeiros continuou nesta manhã fazendo buscas pelos andares do prédio utilizando cilindros de oxigênio. Moradores dos prédios no entorno do Hospital Badim relatam que as paredes dos edifícios continuam quentes, apesar do incêndio ter sido controlado há mais de 12 horas.

O prefeito Marcelo Crivella (PRB) foi até o local do incêndio e decretou luto oficial de três dias no Rio de Janeiro.

A direção do Hospital Badim disponibilizou dois canais de comunicação para parentes que estão em busca de informações: o e-mail [email protected] e o telefone (21) 97101-3961.

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Bolsonaro tem alta e deixa hospital em São Paulo
WWF-Brasil lança concurso de fotografia para destacar as belezas naturais do Pantanal e da bacia do Alto Paraguai
Violência por dizer “não” ao ex-namorado fez Ana largar tudo e sair pelo mundo
Dica da semana: "O Homem que Viu o Infinito"
MS registrou 2.070 focos de calor em setembro, segundo dados do Inpe
Em 12 horas, queimadas destruíram 200 hectares em Bodoquena
Sem poder doar medula para Calebe, mãe quer alguém compatível para livrar seu filho da leucemia
Mato Grosso do Sul é o segundo no País com mais abates de bovinos
Homem leva mordida de cão, exige desculpas do vizinho e denuncia crime em MS: 'Coloca vinagre que é bom'
Marido quer que mulher aborte bebê só porque é uma menina