Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Nota MS Premiada: 2 ganhadores do MS dividem prêmio de R$ 100 mil

01 junho 2020 - 14h00Por MidiaMax

O 4º sorteio da Nota MS Premiada foi realizado no último sábado (30) e os consumidores que realizaram as compras no mês de abril e incluíram o CPF (Cadastro de Pessoa Física) na nota fiscal já podem conferir o resultado. Dos 273 sorteados, dois dividem o prêmio de R$ 100 e 271 dividem os outros R$ 200, ficando com R$ 738 cada.

O sorteio ocorreu no último sábado pelo concurso da Mega-Sena e as dezenas sorteadas foram 10-23-31-37-58-59.

Vale lembrar que para receber o prêmio o ganhador precisa informar os dados bancários no momento em que efetuar o cadastro no site do programa.

O ganhador tem até o 15° dia do mês subsequente ao sorteio para se cadastrar e receber o prêmio até o dia 20 do mesmo mês. Caso o cadastro seja feito no dia 16 ele recebe o valor só no dia 5 do mês seguinte.

Conforme Lei 5.463/19, os prêmios irão prescrever no prazo de 90 dias contados do 15º (décimo quinto) dia do mês subsequente à data do sorteio. Para resgatar a premiação, não é exigido documento físico.

Informações, dúvidas ou fazer reclamações, o consumidor pode contatar a equipe da central de atendimento pelo telefone 3389-7801 ou enviar mensagens via WhatsApp que responde pelo mesmo número

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital