Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

MPRJ denuncia por homicídio qualificado PM acusado de matar menina Ágatha Felix no Alemão

03 dezembro 2019 - 17h15Por G1

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou nesta terça-feira (3) o policial militar Rodrigo José de Matos Soares, acusado de matar a menina Ágatha Vitória Sales Felix, de 8 anos, no Complexo do Alemão. O crime aconteceu na noite do último dia 20 de setembro.

Rodrigo José de Matos Soares irá responder por homicídio qualificado. Caso condenado, o policial poderá cumprir pena de 12 a 30 anos de prisão.

O MPRJ também pediu à Justiça a suspensão parcial do exercício da função pública do policial. Além disso, também foi feito um requerimento pedindo a suspensão da autorização de porte de arma de fogo do PM.

O MPRJ também pediu à Justiça a suspensão parcial do exercício da função pública do policial. Além disso, também foi feito um requerimento pedindo a suspensão da autorização de porte de arma de fogo do PM.

 

O órgão também solicitou que ele fique proibido de ter contato com as testemunhas e compareça à Justiça, além de não poder se ausentar da Comarca.

A denúncia foi oferecida à 1ª Vara Criminal da Capital pelo MPRJ, através do Grupo de Atuação Especializada em Segurança Pública (Gaesp).

Morte na comunidade

 

A menina Ágatha Vitória Sales Félix morreu no dia 20 de setembro após ser baleada na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Ágatha estava no banco de trás de uma Kombi com a mãe quando foi atingida nas costas.

Na hora, o veículo estava parado, com o porta-malas aberto. O projétil entrou pela traseira do utilitário, rasgou o forro do assento e atingiu a menina.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital