Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(67) 99820-0742

Mãe nega que obrigava filha a se prostituir e diz que bateu nela para parar com programas

16 outubro 2020 - 12h00Por Top Midia News

Mulher de 40 anos, acusada de obrigar a filha de 16 anos a se prostituir, passa por audiência de custódia nesta sexta-feira (16) e pode ter a prisão preventiva decreta. De acordo com a Assessoria de Comunicação do Fórum, a mulher disse que nunca obrigou a adolescente a se prostituir.

Ela afirma que tinha conhecimento de que a filha está se prostituindo há seis meses e que já teria usado seu celular para falar com ‘clientes’. A mulher diz que bateu na menina por não aceitar que ela faça programas e usar maconha.

A mãe autorizou que seja realizada uma busca em seu aparelho celular. Já a menina disse que era agenciada pela mãe, que oferecia programas da filha por um bate-papo na internet e também via WhatsApp.

A jovem afirma que apanhava da mãe sempre que se negava a fazer programas e acabava expulsa de casa. O caso é investigado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministério da Justiça monta sistema de acompanhamento do Enem
IBGE: obesidade mais do que dobra na população com mais de 20 anos
Corumbá é a cidade com mais gado do Brasil e teve mais queimadas, diz UFMG
Caixa paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
Brasil tem 661 mortes por covid em 24h e total se aproxima de 155 mil
Nunes fala de independência de Poderes e ativismo judicial, no Senado
Homem 'soca' guarda civil na Rodoviária e acaba preso em Campo Grande
Bandidos estão andando com máquinas de cartões para aproximar e roubar vítimas
Rapper é processado por abuso sexual infantil
Em fuga, homem tenta atropelar policiais e acerta viatura em Campo Grande