Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Homem tortura e espanca com botijão de gás adolescente de 15 anos por mais de 12 horas

06 agosto 2020 - 08h00Por Top Midia News

Homem de 25 anos, suspeito de torturar, manter em cárcere privado e ameaçar a namorada, uma adolescente de apenas 15 anos, foi preso, nesta quarta-feira (5), em Chapadão do Sul.

A vítima foi torturada por mais de 12 anos e agredida com botijão de gás.A jovem foi mantida em cárcere privado desde a noite de terça-feira, até a tarde de ontem, conforme divulgado pela polícia.

Em depoimento, a vítima contou que o homem a arrastou pelos cabelos e a espancou com socos, chutes e chegou a bater em sua cabeça com um botijão de gás.

Ele também cortou o cabelo da adolescente com uma faca e filmou ensanguentada dizendo que enviaria o vídeo para seus “irmãos” do PCC (Primeiro Comando da Capital).

O motivo das agressões teria sido ciúmes. A vítima conseguiu fugir por volta das 17h de ontem e procurou a delegacia junto com a mãe.

Diante das informações, os investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Chapadão do Sul realizaram diligências para localizar o autor e realizaram sua prisão em flagrante.

A vítima, que apresenta várias escoriações e hematomas pelo corpo, além de uma fratura no nariz, foi encaminhada para o Pronto Socorro do Hospital Municipal de Chapadão do Sul.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

51 prefeitos de Mato Grosso do Sul disputam a reeleição em 2020
'Lula' e 'Bolsonaro' disputam vagas para vereador em todo Brasil
Esacheu sugere educação focada no mercado de trabalho
Trans é espancada após se negar a fazer programa de graça
Homem se mete em briga e acaba esfaqueado pelas costas
Fundação tem 25 vagas de pedreiro com salários que vão até 4 mil
Presidente do Comercial, empresário Valter Magnini morre de covid-19
Homem e mulher vão presos após se agredirem com garrafas e blocos de concreto
Rafael estava morando com irmão gêmeo para proteger recém-nascido da covid
Pandemia ainda não acabou: MS registra mais 15 mortes por covid