Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Governo cria plano de segurança para EVITAR LOCKDOWN em Mato Grosso do Sul

30 junho 2020 - 15h30Por Top Midia News

O secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel, revelou, nesta terça-feira (30), um plano chamado PROSSEGUIR - Programa de Saúde e Segurança da Economia, que cria uma série de diretrizes para manter as atividades socioeconômicas, sem riscos à saúde durante a pandemia do novo coronavírus.

O objetivo é evitar o lockdown, como já acontece em Rio Brilhante e Rochedo. “Utilizamos como referência planos similares dos estados do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul – alguns priorizando a saúde e outros a economia. Com base neste compilado, criamos um modelo nosso, voltado para as particularidades de MS e tendo como principal eixo norteador a saúde e a evolução da pandemia na região”.

“Essas recomendações orientarão tanto os gestores públicos dos municípios, quanto aos empresários, com relação à necessidade ou não de medidas e protocolos restritivos. Não podemos deixar para trás os bons resultados conquistados até aqui”, explicou Riedel, durante live nas redes sociais.São três pilares estratégicos: saúde, economia e recomendações de flexibilização. A metodologia utiliza os elementos de monitoramento indicados pela Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) com indicadores da Vigilância Epidemiológica, Saúde e Impacto Econômico.Com graus de risco estipulados por faixas de cores – que variam do verde ao preto, a classificação define as medidas de flexibilização ou restrição das atividades econômicas.

Indicadores

Os indicadores da Saúde serão estabelecidos em valor percentual de 0 a 100%, sendo o maior percentual equivalente à menor situação de risco, baseada em três elementos críticos: Vigilância Epidemiológica, Serviços de Saúde e População Vulnerável.

Esses elementos, por sua vez, são desmembrados em dez indicadores, com diferentes pesos (percentuais), que vão desde a incidência em populações indígenas; disponibilidade de testes, leitos de UTI e Equipamentos de Proteção Individual até a localização geográfica no caso de regiões que fazem divisa com estados que apresentam grande incidência de casos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença