Menu
Busca domingo, 25 de outubro de 2020
(67) 99820-0742

Familiares de gêmeos mortos com 13 tiros são ouvidos e polícia procura por assassinos

29 setembro 2020 - 15h00Por Midia Max

Os familiares dos gêmeos Alexandre Muller Passos e Rafael Muller Passos, de 31 anos, assassinados com 13 tiros na noite de sexta-feira (25) no Residencial Mata do Jacinto, em Campo Grande já foram ouvidos pela polícia. O velório dos irmãos aconteceu nesta segunda-feira (28).

Segundo informações apuradas pelo Jornal Midiamax, a família dos gêmeos já foi ouvida, mas detalhes sobre os depoimentos não foram revelados para não atrapalhar as investigações. Os assassinos são procurados e uma das linhas de investigação seguida pela polícia é de crime passional, mas nenhum dos amigos de Alexandre ou Rafael soube passar informações de alguma desavença que pudesse envolver uma mulher causando a morte dos irmãos.

No velório dos gêmeos, a irmã Sabrina Muller, estava sem acreditar no que havia acontecido. “Falei com eles por telefone 1 hora antes de serem assassinados, estou em choque ainda”, disse a irmã. Ela ainda contou que eles eram trabalhadores e não tinham envolvimento com drogas. Rafael tinha acabado de ser pai, o filho nasceu 7 dias antes do assassinato, “acho que nem deu tempo de registrar direito”, disse Sabrina ainda sem entender o que pode ter acontecido.

Já outra hipótese de facção criminosa levantada pela polícia é descartada pela família. A hipótese foi levantada porque um dos irmãos tirava selfies fazendo um V com as mãos, é rechaçada pela família. Nenhum deles tinha passagem policial.

Imagens de câmeras de segurança

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que a dupla suspeita de assassinar os gêmeos Alexandre Muller Passos e Rafael Muller Passos, de 31 anos, chega na quitinete dos irmãos, no Residencial Mata do Jacinto, em Campo Grande.

Pelas imagens é possível ver que às 23h13 desta sexta-feira (25) a dupla suspeita do duplo homicídio passa em uma motocicleta em frente à quitinete. Em seguida os dois homens passam andando de capacete ainda na cabeça em direção a vila de casas, onde viviam as vítimas.Na sequência, a dupla entra pelo portão na quitinete dos irmãos fazendo vários disparos. É possível ver pelas imagens alguns clarões, que seriam os tiros sendo disparados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul reduz índices de violência durante pandemia
Motorista morre ao cair em córrego e ter caminhonete crivada de balas em Campo Grande
Seguindo os passos do avô, piloto da PM tem orgulho em servir a sociedade
Candidato a prefeito diz à polícia que carro foi 'peneirado' de tiros
Ladrão é preso minutos depois de cometer assalto no Universitário
Homem é espancado a pauladas e abandonado à própria sorte em Três Lagoas
Acidente entre carro e carreta deixa três mortos na BR-262
Presidente da Samsung morre aos 78 anos
Homem leva golpes de facão na cabeça em Dourados
Anvisa autoriza importação de 6 milhões de doses da CoronaVac