Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Exposedcg: denunciado por estupro no Twitter procura a delegacia e relata calúnia

02 junho 2020 - 16h45Por MidiaMax

Na manhã desta terça-feira (2), após a repercussão da divulgação e exposição de casos de assédio e estupro em Campo Grande por usuários do Twitter, rapaz de 21 anos que foi um dos denunciados procurou a polícia. Ele alega que foi vítima de calúnia.

Conforme relato do rapaz, ele foi exposto pelo perfil Assediadores do MS, criada no Twitter após a hashtag #exposedcg chegar aos assuntos mais comentados da rede social. A tag foi criada na segunda-feira (1º), com finalidade de expor assediadores e estupradores em Campo Grande.

Segundo o registro, o rapaz foi denunciado por assediar uma mulher em 2018. Ele relatou que não conhece quem possa ter feito tal postagem, já que muitas publicações são anônimas, e afirma que foi vítima de calúnia.

O caso foi registrado pela Polícia Civil. Na madrugada desta terça-feira, outros dois rapazes de 26 anos já haviam procurado a polícia, também para denunciarem que foram expostos nas publicações, como assediadores.

Exposedcg

A hashtag ficou entre os assuntos mais comentados do Brasil na noite de segunda-feira, após várias mulheres, homens, adolescentes e adultos denunciarem casos de estupro e assédio que sofreram em Campo Grande. Os supostos autores dos crimes são amigos, familiares, colegas de trabalho ou de escola, professores, empresários, fotógrafos, entre vários outros.

Midiamax ressalta a importância das vítimas procurarem a delegacia para denunciarem. Podem ser feitos registros em quaisquer delegacias e as vítimas, se preferirem, podem ir até a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) ou Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

As vítimas podem denunciar os crimes até 20 anos após eles serem cometidos, sendo que no caso de crianças ou adolescentes os crimes prescrevem só 20 anos após a vítima completar 18 anos. Também pode ser feita denúncia pela Delegacia Virtual, caso a vítima não queira procurar pessoalmente uma unidade policial.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença