Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Em meio a pandemia do coronavírus, eventos esportivos retomam atividades com cautela

28 maio 2020 - 09h36Por MidiaMax

A pandemia do novo coronavírus obrigou a paralisação total de todos os esportes. Campeonatos de futebol, lutas de MMA e outras competições esportivas sofreram com a interrupção de suas temporadas. Com a seriedade da situação, até os Jogos Olímpicos de Tóquio que aconteceriam em 2020 foram adiados para 2021.

Agora, alguns países já estão se recuperando da pandemia e retornando os eventos esportivos. Na Alemanha, a Bundesliga, tradicional campeonato de futebol alemão, está com data marcada para o retorno de suas partidas. No dia 16/05, os times retornarão aos gramados, mas terão que seguir algumas normas para garantir a segurança dos jogadores. Com isso, as partidas iniciais não terão torcedores, a fim de evitar aglomerações.

UFC retornou suas atividades no sábado 9/05, com lutas entre Tony Fergusson e Justin Gaethje; Henry Cejudo e Dominick Cruz; e Francis Ngannou contra Jairzinho Rozenstruik, também cercado de procedimentos de segurança. Além dos lutadores, somente as equipes de treinamento estavam presentes na arena. Torcedores também não puderam comparecer ao evento.

 

No Brasil

No entanto, os maiores eventos esportivos do Brasil ainda não tem data para retornar. As copas Libertadores da América e Sul-Americana ainda estão em pausa por ordens da Conmebol e o retorno dos jogadores aos gramados deverá ser analisado para garantir a segurança dos futebolistas. O órgão definiu também novas regras que deverão ser seguidas pelos jogadores, a fim de evitar qualquer tipo de contaminação. Objetos de cunho pessoal, como garrafas de água, não poderão mais ser compartilhados e todos os reservas e membros da equipe técnica deverão estar de máscaras.

Além dos novos protocolos de segurança, outras questões poderão impactar o rendimento dos jogadores de futebol ao retornarem aos gramados. O retorno gradual ao calendário esportivo é a melhor forma de garantir que os esportistas e também os torcedores estejam protegidos e evitem a disseminação dessa doença.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital