Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Depósito de recicláveis se transforma em novo “lixão” e tira o sono de moradores

03 dezembro 2019 - 16h47Por Campo Grande News

Um novo “lixão”. É assim que os moradores do bairro Morada do Sossego definem o depósito de reciclagem Progemix Resilix, localizado na Avenida Cônsul Assaf Trad. Segundo eles, resíduos são queimados naquele local e a fumaça invade as residências nas proximidades.

 

O motorista de aplicativo Valnei Filho, de 51 anos, relata que a fumaça está atingindo várias casas na região e prejudicando a saúde dos moradores. "É uma situação crítica. Uma senhora teve que mudar daqui porque não aguentava mais esse cheiro. A gente passa mal, fica com dor de cabeça. Aqui é uma área residencial", declara.

Declarações semelhantes foram dadas pela técnica em enfermagem Tânia Maria Vieira dos Santos, de 49 anos. “Só vejo caminhão entrando com lixo não sai nenhum para dizer que estão beneficiando alguma coisa”.

Para ela, quem vive na região está em situação de abandono. “Eu não posso queimar meu lixo doméstico e eles podem?”, questiona. “O cheiro fica insuportável toma conta da rua, do bairro”.

Eles afirmaram que os vizinhos se uniram e acionaram o MPE para tentar resolver a questão. A reportagem entrou em contato com a assessoria do órgão para ter mais detalhes sobre o caso e aguarda resposta.

Por telefone, a reportagem do Campo Grande News também tentou contato com a empresa, mas o número divulgado não funciona.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença
Avó de esposa de Bolsonaro continua internada com coronavírus
MPMS vai investigar denúncias de irregularidades em ‘curso de bombeiro mirim’ em Campo Grande
Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a Sefaz-MS
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Duas jovens paulistas são presas em MS com malas recheadas de maconha
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Frio começa a ir embora no fim de semana em Mato Grosso do Sul
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital