Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Cerca de 75 mil pessoas adotaram sistema home-office durante pandemia em MS

29 junho 2020 - 09h00Por Top Midia News

Diante do cenário pandêmico, muitas empresas adotaram o sistema de trabalho home-office. Aqui em Mato Grosso do Sul, cerca de 75 mil pessoas estão seguindo esta forma de trabalho.

Conforme balanço do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), através da plataforma PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), isso, acrescido a variável de população ocupada e não afastada do trabalho, corresponde a 7,2% da população do Estado.

A PNAD COVID-19 coleta de dados por telefone. Seus objetivos incluem monitorar as transformações ocorridas no mercado de trabalho brasileiro durante a pandemia. A pesquisa prevê divulgações semanais, para alguns indicadores, ao nível Brasil, e divulgações mensais para um conjunto mais amplo de indicadores, por Unidades da Federação.

Home-office

A montagem de um escritório em casa oferece vantagens e desvantagens, assim como um ambiente empresarial. É gratificante do ponto de vista pessoal, considerando mais tempo com a família, vantajoso economicamente, já que evita o gasto com gasolina e outros, entretanto, também há desvantagens neste método.

Para quem tem filhos, uma das vantagens é poder estar mais próximo, brincar com ele e fazer um carinho no cachorro. Além disso, o home-office te proporciona redução do estresse decorrente do trânsito, uma alimentação mais saudável, entre tantos outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença