Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Acusado de matar homem e jogar corpo em córrego será julgado nesta quinta-feira

15 setembro 2020 - 16h00Por Top Midia News

Jean de Souza Silva, 24 anos, acusado de matar a facadas Reginaldo Ferreira Penteado, 49 anos, e jogar seu corpo em um rio, na zona rural de Nova Andradina será julgado nesta quinta-feira (17). O crime ocorreu em dezembro de 2019.,

Antes, a sessão seria realizada no dia 23 de junho, depois, foi redesignada para 30 de julho e, finalmente, agendada para está semana. Os adiantamentos foram devido à pandemia da covid-19.

Para evitar propagação da doença, a participação do réu provavelmente será por videoconferência, os jurados sorteados serão comunicados para que apenas eles compareçam ao Tribunal do Júri, onde serão adotadas medidas preventivas ao risco de contágio pelo novo coronavírus, bem como não deve ser permitida a participação do público.

O crime

Conforme o site Nova News, no dia 14 de dezembro de 2019, o réu desferiu facadas na vítima, que não resistiu aos ferimentos. Logo após, o autor jogou o corpo no Córrego Laranjal, com o intuito de se livrar dos indícios do crime.

Uma testemunha comunicou os fatos às forças policiais, sendo que, o Corpo de Bombeiros Militar realizou diversas buscas e conseguiu encontrar o cadáver. A Perícia Criminal e uma equipe da SIG estiveram no local.

Buscas foram realizados, o autor encontrado e preso.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher de 52 anos é autuada após colocar fogo em lixo de terreno
Hamilton Mourão rebate críticas às queimadas
Vice-presidente do Flamengo defende volta da torcida aos estádios
Em diligência no Pantanal, senadores dizem que cenário é devastador
Xuxa avisa que vai deixar a Record no fim do ano: 'infelizmente'
Motorista da Uber furta calça jeans, confessa crime
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Chuva não chega em Corumbá, mas na Bolívia tem até temporal e nevasca
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax